Síndrome de Asperger

João era um recente contratado de um clube estadual e sua função era recrear e incentivar as crianças que lá estavam a participarem de atividades coletivas, tanto física como culturais e artísticas.

Muito hábil e cativante, João se esforçava em ganhar a confiança dos frequentadores. Após uma semana de trabalho ele já se sentia bastante à vontade com a maioria da garotada mas ainda percebia a distância de algumas crianças. Gradualmente ele foi obtendo respostas positivas ao seu empenho mas não conseguia despertar o interesse de um garoto que sempre preferia ir à biblioteca, onde passava horas, às vezes falando sozinho e balançando as mãos, sempre observando uma pequena réplica de um avião. Aquele comportamento intrigava João.

Após alguns dias, no meio de uma atividade de dobraduras, João teve uma idéia, fazer um belo avião de papel. Aproximou-se então daquele garoto. Antes que João pudesse dizer as primeiras palavras, a criança fixou o seu olhar naquele aviãozinho de papel e começou numa enxurrada de informações específicas e técnicas sobre aeronaves comerciais. Começou falando de frequência de vôos, potência de motores, rotas aéreas, sem parar um minuto, sem se preocupar se o assunto estava interessando ou não.Depois de um bom tempo, cansado do monólogo João tenta interromper mostrando uma outra dobradura, a de um cavalo, mas o menino prossegue o assunto dos aviões sem dar a mínima atenção à tentativa de João.

Este cenário fictício descreve um encontro típico com uma criança com Síndrome de Asperger. A falta de habilidades sociais, a intensa fixação ou interesse num determinado tema ou objeto são as principais características dessa síndrome.Esses interesses são restritos faltando motivação e interesse para outros assuntos.

Frequentemente essas crianças com Síndrome de Asperger se expressam fluentemente, embora suas palavras possam soar formais e repetitivas.

Possuem dificuldades para entender expressões faciais e para atribuir a ela mesma e as outras pessoas estados mentais(emoções, crenças e intenções).

Normalmente não entendem metáforas levando as palavras ao "pé da letra", se alguém disser estou morrendo de fome achará literalmente que essa pessoa está morrendo de fome e não apenas que está com muita fome.

Essas crianças podem apresentar agressividade e inquietação quando contrariadas ou em situações incômodas como estar em um lugar barulhento.

Podem também possuir coordenação motora inadequada resultando desde dificuldades para escrever até dificuldades para chutar uma bola. Movimentos estereotipados como balançar as mãos constantemente podem estar presente.

Essas são algumas características que fazem com que o indivíduo com Síndrome de Asperger tenha sérias dificuldades na área social e dificuldades também na aprendizagem. São crianças "diferentes", que muitas vezes são caçoadas, deixadas de lado ou até mesmo maltratadas.

Acredita-se que é uma síndrome de etiologia orgânica, que afeta o desenvolvimento de algumas áreas do cérebro. É considerado um tipo de autismo, só que mais brando e mais comum que o autismo clássico.

As áreas de intenso interesses desses indivíduos devem ser trabalhadas para que possam utilizarem essas habilidades de um modo construtivo e para que através desses interesses conquistem outras habilidades. A área da socialização deve ser sempre enfatizada no programa educacional pois é a mais prejudicada.

Quem procurar para fazer o diagnóstico?

Neurologistas, psiquiatras e psicólogos especializados em autismo.

Quanto mais precoce o diagnóstico e o processo de intervenção a criança terá uma qualidade de vida melhor.

 
RocketTheme Joomla Templates
Copyright © 2017 Centro Lumi. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: OndaArt e Bumerangue.net.